O que é o pectus excavatum e o pectus carinatum?

São alterações na parede torácica anterior (deformidades congênitas) que mudam a aparência/forma do tórax. No pectus excavatum observa-se um afundamento/depressão da região anterior do tórax e no pectus carinatum observa-se um abaulamento/uma protuberância para frente na região anterior do tórax.

A avaliação médica especializada é muito importante para definir o correto diagnóstico do pectus e realizar exames complementares.

Existem algumas formas de tratamento do pectus e depende do tipo, grau da deformidade e desejo do paciente. Para o pectus excavatum realizamos duas técnicas com uso de barra metálica para a correção: a esternocondroplastia (cirurgia convencional) ou a cirurgia de Nuss (cirurgia por vídeo minimamente  invasiva). A escolha de qual vamos realizar depende de características do pectus como o grau de deformidade e simetria. Para o pectus carinatum utilizamos a cirurgia esternocondroplastia sem barra metálica.

Para adequada recuperação inicial e segurança após a cirurgia é necessário aproximadamente de 03 a 05 dias de internamento hospitalar dependendo de cada caso.

Após as cirurgias para correção do pectus são necessários 15 a 30 dias de afastamento inicial. Deve-se aguardar por 03 meses para início de atividades físicas. Para atividades físicas mais intensas e esportes de contato deve-se aguardar 06 meses antes de iniciá-las.

Sim. São fundamentais os exames pré-operatórios para a avaliação anatômica do tórax e a detecção e/ou redução de riscos inerentes ao ato cirúrgico e anestésico.

Sim. É importante realizarmos a retirada da barra metálica por volta de 1,5 a 2 anos após a primeira cirurgia. É um procedimento cirúrgico menos complexo, necessita 01 ou 02 dias de internamento, com tempo de recuperação de 20 a 30 dias aproximadamente para retorno as atividades habituais.

A dor após a cirurgia ocorre em ambas as técnicas e pode ser maior após a cirurgia de Nuss, porém hoje conseguimos um controle satisfatório da dor com uso de medicamentos e através do uso do cateter de analgesia peridural (um dispositivo instalado pelo médico anestesiologista) que é utilizado por pelo menos 03 dias após a cirurgia e controla a dor de forma muito eficaz. Após a alta hospitalar continuamos o controle da dor com medicamentos por via oral por 07 a 14 dias, em alguns casos é necessário manter os medicamentos por mais tempo.

É um equipamento para a correção do Pectus Carinatum que comprime e modela o tórax (é vestido ao redor do tórax), deve ser utilizado todos os dias por aproximadamente 02 anos, porém a sua utilização é idealmente para o período do fim da infância e início da adolescência, onde observam-se os melhores resultados após o uso.

A protrusão das costelas inferiores (projeção para a frente com deformidade da parte inferior das costelas) ocorre em muitos casos de pacientes com pectus excavatum. A cirurgia de Nuss é focada em elevar o esterno para correção do pectus, e não em corrigir a protrusão inferior das costelas. Portanto, normalmente opta-se pela realização da esternocondroplastia para correção simultânea do pectus e da protrusão costal.